Uma grande dificuldade para todo empreendedor é ser o líder necessário para que seu negócio tenha sucesso. Ao mesmo tempo, ele quer evitar que um comportamento seu possa revelar um chefe inapropriado, ou mesmo desastroso, para as operações.

Por isso, confira a seguir alguns tipos de chefe que só atrapalham seu negócio – e que você com certeza não quer ser:

O primeiro tipo de chefe que você não pode ser é o imutável. Aquele indivíduo que é sempre do mesmo jeito, não importa o que aconteça. É o gerente que é excessivamente duro, mesmo quando a empresa vai bem. Ou democrático e bonzinho quando as operações estão no vermelho e exigem velocidade e decisões difíceis.

Os mercados e as situações com que um chefe tem de lidar se transformam o tempo todo, portanto, o líder tem de acompanhá-las, ou corre o risco de sucumbir a elas, por não saber transformar-se também.

2. O chefe que quer agradar o tempo todo

O segundo tipo a ser evitado é aquele chefe que deseja liderar e simultaneamente ser amado por todos. Esse tipo de liderança é uma aplicação da fórmula do fracasso: querer agradar a todos. Isso é impossível.

Por conta das condições de restrição a que um negócio está submetido, sempre haverá pressões e decisões que vão desagradar alguém, na empresa, ou em seu entorno. O líder deve ser capaz de ver o que é melhor para o negócio e agir. E aguentar críticas faz parte da formação dos grandes líderes.

3. O chefe que não assume que errou

Outro tipo terrível é aquele que não assume erros. Aquele chefe que deseja sempre estar certo, mesmo quando os números e os eventos mostram que sua ação foi errada. Saber desculpar-se dos erros não é uma questão de humildade, mas de normalidade.

Ninguém é infalível, mas falhar e não assumir erros, ou, pior, culpar outros por eles, é uma forma infeliz de liderar.

4. O chefe que não quer que a empresa cresça

Infelizmente, muitos gestores desejam ficar onde estão indefinidamente. Ou seja, para eles, se a empresa não vendesse mais, se os concorrentes não viessem atrás de seus clientes, seria ótimo: eles não desejam ser maiores do que são.

O problema é que isso faz com que toda sua equipe fique também estagnada, e, em longo prazo, somente pessoas sem ambição vão querer trabalhar na empresa. O que, seguramente, vai comprometer seu futuro.

5. O chefe que não valoriza os melhores

Não reconhecer os indivíduos e a equipe pelo bom trabalho. Há líderes que relutam em reconhecer que o sucesso do departamento (ou da empresa) ocorreu porque ele (ela) conta com profissionais dedicados, inteligentes e empenhados em resolver os problemas dos clientes e da companhia. O líder que acha que o sucesso da empresa é exclusivamente por conta dele está fadado a acabar sozinho.

6. O chefe que não desenvolve seus funcionários (e nem ele mesmo)

Por último, há aquele chefe que não desenvolve os indivíduos de seu time. É aquele líder que não se atualiza, não aprende nada de novo e não estimula seu time a fazer o mesmo.

Como consequência, as novas tecnologias surgem, e ele não sabe usá-las. Seus concorrentes desenvolvem algo novo que coloca em risco a empresa, e ele não está preparado para responder.

Além disso, por vezes, não deixa seus liderados se desenvolverem, cria limitações para que isso aconteça e acaba perdendo os melhores do time, ficando somente com os medíocres.

Portanto, o bom líder é capaz de acompanhar as transformações do seu mercado, do mundo e das novas gerações. Tem grande habilidade em usar o estilo de liderança adequado para cada situação. Nunca para de aprender e, acima de tudo, sabe que seu papel é formar novos e bons líderes – preferencialmente melhores que ele mesmo. Tudo aquilo que um mau chefe não faz!

Fonte: Notícias Empresariais.

Leia Também

download
Nos últimos 2 anos temos vivenciado momentos muito desafiadores no âmbito comercial. Por um lado, nossa economia enfraquecida pelos acontecimentos políticos – que consequentemente tiram de nós algumas oportunidades de sucesso nos negócios, os quais, provavelmente, em cenários mais seguros, ocorreriam sem tal instabilidade. Por outro lado, justamente por conta deste cenário desafiador, uma disputa […]
Picart
Você sabe o que é o controle patrimonial, bem como sua importância para um negócio? Trata-se de uma rotina que deve ser feita constantemente e que conta com a ajuda dos responsáveis pela contabilidade da empresa. Apesar de ser imprescindível para o sucesso de um negócio, pouco se fala sobre o tema. Exatamente por esse […]
Gestão-Financeira-Controladoria-e-Auditoria1
Melhorar a gestão financeira de uma empresa deve ser um objetivo constantemente atualizado e buscado pelos empreendedores para garantir o sucesso de seu negócio. Mas ter resultados cada vez mais satisfatórios não depende somente de trabalhar muito e contar com uma boa equipe: apesar de esse ser um bom começo, também é preciso ter planejamento, […]

Av. Milton Campos, 2783 - Centro - Guanhães/MG - CEP 39740.000 - Tel.: (33) 3421-0222