Não é segredo que os varejistas estão se afundando em dados. O varejo tem gerado e capturado informações por todos os lados – são aplicativos móveis, sites de e-commerce, etiquetas com tecnologia RFID na cadeia de suprimentos, mídias sociais. Tudo isso reunido ajuda a avaliar a experiência do consumidor dentro das lojas físicas. Alguns desses dados são extremamente valiosos – por meio deles é possível descobrir por que tantos carrinhos de compras são abandonados em sites de e-commerce, por exemplo. Por outro lado, algumas dessas informações podem não ser importantes. Há, no entanto, um tipo de dado universalmente valioso: os atributos que descrevem detalhadamente cada produto, loja física e consumidor.

Porque se importar com os detalhes e atributos?

Atributos são importantes para varejistas pois contam toda a história em torno do produto, desde o estoque até o cliente. Pegue uma camiseta como um exemplo simples: nossa camiseta fictícia possui cinco tamanhos (P, M, G, XG e XXG), cinco cores (azul, vermelho, branco, preto e laranja) e três estilos (verão, inverno e edição especial). Se um comprador corporativo é cobrado pela variedade na compra de novos produtos usando um orçamento limitado, quantas de nossas camisetas fictícias ele irá comprar e quais combinações de atributos podem garantir a máxima rentabilidade? A resposta vem do cruzamento dos detalhes das camisetas com dados históricos de vendas, previsões futuras, dados de compras, campanhas de marketing e tendências de mercado. Isso guiará o comprador até a decisão de compra correta.

O que você precisa para a análise de atributos?

O componente crítico para essa avaliação é uma plataforma de análise visual moderna, que possa:

Ir até o detalhe – As agregações simples de dados não são suficientes para a análise de atributos, uma vez que o varejista não consegue somar as vendas de todos os produtos tamanho P, porque os tamanhos considerados “pequenos” são diferentes para cada tipo de produto (camisas, sapatos, mesas, aspiradores, etc).

Desenvolver análises, não hierarquias – Os atributos normalmente são o nível mais baixo da hierarquia de dados, por isso concentre-se na análise, não na hierarquia.

Combinar diferentes bases de dados – produtos, lojas e os atributos por si só não possuem valor. Esses detalhes precisam ser combinados com dados de vendas, previsões, marketing e tendências de mercado. E essas informações podem viver em sistemas distintos.

Descobrir Relações – Produtos, lojas e clientes podem ter centenas de detalhes. Por isso, ter uma plataforma de análise visual que mostre as associações entre dados com base nesses atributos é de vital importância para determinar quais desses detalhes são mais importantes.

Fonte: Administradores

Leia Também

download

Nos últimos 2 anos temos vivenciado momentos muito desafiadores no âmbito comercial. Por um lado, nossa economia enfraquecida pelos acontecimentos políticos – que consequentemente tiram de nós algumas oportunidades de sucesso nos negócios, os quais, provavelmente, em cenários mais seguros, ocorreriam sem tal instabilidade. Por outro lado, justamente por conta deste cenário desafiador, uma disputa […]
Picart
Você sabe o que é o controle patrimonial, bem como sua importância para um negócio? Trata-se de uma rotina que deve ser feita constantemente e que conta com a ajuda dos responsáveis pela contabilidade da empresa. Apesar de ser imprescindível para o sucesso de um negócio, pouco se fala sobre o tema. Exatamente por esse […]
Gestão-Financeira-Controladoria-e-Auditoria1
Melhorar a gestão financeira de uma empresa deve ser um objetivo constantemente atualizado e buscado pelos empreendedores para garantir o sucesso de seu negócio. Mas ter resultados cada vez mais satisfatórios não depende somente de trabalhar muito e contar com uma boa equipe: apesar de esse ser um bom começo, também é preciso ter planejamento, […]

Av. Milton Campos, 2783 - Centro - Guanhães/MG - CEP 39740.000 - Tel.: (33) 3421-0222